Reforma de growroom e instalações

infraestrutura Instalação growroom eletrica ventilação

Após esta primeira fase de experimentação chegou a hora de realizar o projeto de alteração de layout do growroom com a finalidade de aumentar a produção que ainda não atingiu a meta da auto-suficiência. A avaliação atual é de que a colheita realizada no GROWXP002 satisfatória, mas a entre safra muito longa.

Para encurtar a entre safra foi necessário realizar um layout que possibilitasse a manutenção de dois espaços independentes para crescimento e floração.  O growroom, que inicialmente contava com um único espaço de 2,10m passou a dedicar 70cm para crescimento e 1,40m para floração.

Com esta compactação é importante manter a fiação elétrica bem organizada para facilitar eventuais manutenções e evitar acidentes.  O reator foi fixado no teto e o aquecimento dos componentes proporciona um interessante experimento de aquecimento de raiz para clonagem.  Veremos em GROWXP004!!

Outro fator preocupante é que aumentou bastante a temperatura do growroom na área de floração.  Não sei avaliar ainda se apenas pela diminuição do espaço ou também pela chegada do verão.  Finalizei hoje o crescimento vegetativo do GROWXP003 (realizado no mesmo espaço pela fase de transição da reforma) e a planta está bem, apesar de ser notório o aumento da temperatura no growroom.

O último desafio foi realizar uma boa vedação de luz para não contaminar a área de floração com luz proveniente da parte de cima, com fotoperíodo superior.

Em um próximo post trarei foto dá área de crescimento, que ainda está funcionando de modo provisório devido ao atraso da realização da costura da porta da frente do growroom com manta refletora e zipper.

GrowXP003 – Início do crescimento

Crescimento GrowXP003 - Genética: Sweet Tai

Início de fase de crescimento GrowXP003 – Genética: Sweet Tai

Transplantada hoje, a única sobrevivente de 16 tentativas de clonagem finalmente está apta a um vaso maior e a maior exposição de luz.  Será utilizada uma lâmpada fluorescente de 85W (24hs) para o primeiro estágio de crescimento, quando a planta espalha suas raízes pelo vaso.  Posteriormente 400W da lâmpada de vapor de mercúrio para um crescimento mais vigoroso e preenchimento do SCROG.

Foi utilizado um substrato grande parte reaproveitado do GrowXP002 adicionado a uma nova mistura de pó de coco, perlita e torta de mamona.  Esta opção foi tomada devido a falta de substrato novo em quantidade suficiente para preencher o vaso e pesquisas na internet resultaram na possibilidade de reaproveitamento em virtude da utilização de SensiZyn que ajudará na decomposição das raízes da planta anterior e proverá algum alimento à planta atual.

Com a correria do final de ano não foi possível realizar a pretendida reforma no growroom, mas será mantida a estratégia de crescimento até formação de SCROG antes da floração.  Desta vez será utilizado um novo fertilizante (Iguana Grow) da fabricante Advanced Nutrients para avaliar o potencial encurtamento do ciclo de crescimento.

Atenção também ao início do GrowXP004 com a formação de novas estacas em que será esperado um aproveitamento maior das tentativas de clonagem para uma próxima geração de mais de uma planta no growroom.

Em caso de dúvidas e sugestões, deixe seu comentário.

Uso de SCROG – Produtividade e compactação

Este post é dedicado às vantagens do uso de SCROG (Screen of Green) com relação à produtividade e a compactação da planta possibilitando um melhor aproveitamento de espaço para aqueles que produzem em ambiente indoor.  Abaixo a galeria com o registro da GrowXP02 que está entrando na semana 4 de florescimento e que é acompanhada com fotos deste o transplante da estufa de clonagem ao primeiro vaso.  Este é o primeiro experimento utilizando a técnica da tela verde.

Cincopa WordPress plugin

Neste segundo experimento utilizando semente feminilizada Sweet Tai, uma genética proveniente do cruzamento entre a Super Tai e o Early Skunk.  Esta é uma planta com traços de indica, mas predominantemente sativa, ou seja, com característica de grande ramificação e produção de buds pequenos.

Com o método SCROG é possível utilizar a grande produção de ramos da genética da planta para ampliar a área de ocupação dos ramos de modo a oferecer uma quantidade maior de luz mesmos aos ramos inferiores.  Durante o processo deve-se conduzir a planta por baixo de uma tela de modo que o ponteiro fique limitado a uma determinada altura e, assim, todos os ramos intermediários passam pelo mesmo processo à medida que crescem mais intensamente por sua maior exposição à luz.

Na fase de crescimento prévio à floração é importante a amarração dos ramos para abrir a planta e possibilitar a melhor ocupação possível da tela.  A técnica utilizada na GrowXP02 amarra um fio ligando o vaso aos galhos a fim de tensioná-los para baixo.  Mesmo os ramos inferiores, quando submetidos a este processo passam a crescer mais rápido do que sem a utilização desta técnica e conseguem chegar ao topo da tela pela maior exposição à luz.

Uma planta forçada a um teto de crescimento ocupa uma altura total menor possibilitando a divisão do espaço para favorecer a formação de clones e crescê-los simultaneamente ao florescimento de outra planta.  Esta lógica de produção encurta os espaços entre colheitas, uma vez que a planta chega mais madura para a área onde irá florescer e onde receberá mais luz de crescimento com a utilização prévia da lâmpada de vapor de mercúrio que possibilitará a energia necessária ao crescimento para espalhar pela tela.

É exatamente nesta alteração do projeto que estou trabalhando para que na GrowXP04 já seja possível esta sistemática de manejo em dois espaços simultâneos (clonagem/crescimento inicial e crescimento final/floração).  

XP02 – Aproveitamento da Luz (SCROG)

Durante o primeiro experimento de cultivo indoor, utilizei todo o meu espaço disponível para o crescimento e floração de apenas uma planta, de onde consegui retirar apenas um clone que agora constitui o experimento XP02.

No entanto a sustentabilidade do cultivo não pode ser baseada neste modelo já que são muitos os riscos de perder a genética, tão valiosa em terras tupiniquins.  A idéia então é a de transformar meu espaço reduzido de 2,10m x 0,60m x 0,55m em dois andares apropriados ao cultivo durante o período de crescimento vegetativo e floração, conforme o esquema abaixo.

novo layout - cultivo indoor / scrog

O desafio encontra-se em reduzir a altura do espaço ocupado pelas raízes, já que a altura da planta deverá ser controlada pela aplicação do sistema SCROG (Screen of Green) em que uma tela é posicionada a 30cm da base do caule da planta e, através de podas e dobras nos ramos mais ao alto, criar uma tela verde em que os ramos se acumulam potencializando o aproveitamento da luz na formação dos “buds” (camarões).

Atualmente a idéia é experimentar o sistema SCROG e gerar uma base de clones para passar a aumentar a quantidades de plantas a serem submetidas a floração de modo a acelerar o preenchimento da tela e reduzir também o ciclo de cultivo para conseguir realizar ao menos 3 colheitas por ano.

O processo de cultivo indoor é uma constante experimentação e aprendizado já que existem poucas informações disponíveis em português e poucas lojas especializadas, o que torna a montagem da cabine de cultivo um trabalho extremamente artesanal e baseado totalmente na criatividade.

Em caso de dúvida favor publicar nos comentários que, assim que possível, responderei.

Inicio da floração

GXP001_banner1

OK.  mesmo não tendo conseguido recuperar totalmente a planta, vou passá-la para a fase de floração e ver o que acontece.

Depois de queimar muito no final da fase de crescimento vegetativo, a planta foi lavada com água em abundância e começou a apresentar sinais de falta de minerais.  Já que acabou de ocorrer problema de sobredose estou adubando com parcimônia utilizando Fert-i-fish e Hum-I-Solve e vou aplicá-los rega sim, rega não.

Estou pensando no entre-regas colocar um pouco de farinha de osso para aumentar o Potássio do ambiente, muito necessário na floração.

As atualizações do blog focarão neste GrowXP001, enquanto a GrowXP002 foi levada a outro local para continuar seu processo de crescimento.  Serão necessárias algumas modificações no espaço de cultivo para abrigar espaços de multiplas destinações (grow, clonning e flowering).

Fique ligado no blog para novas atualizações e fique a vontade para comentar.